fundo parallax

Corrompi homens santos (conto)

À espera da próxima carta (conto)
24/10/2018
A Estrela de Cão Maior (conto)
26/10/2018

Corrompi homens santos


Q uando o Santo Padre entrou na igreja, o homem com vestes sacerdotais pretas e vermelhas o levou para a sala das imagens, repletas de figuras de pedra e gesso de Nosso Senhor Jesus Cristo, nas mais variadas versões. Havia o Deus menino, o peregrinador do deserto que fora testado pelo diabo e não sucumbira mesmo diante das ofertas de pão para matar a fome, o Messias crucificado e morto pelos pecados dos homens e o Cristo ressuscitado e transformado, pronto para retornar ao Pai para, mais tarde, voltar outra vez para resguardar a humanidade em seu final. O homem de vestes sacerdotais mostrou tudo o que tinha de mostrar, e o Santo Padre ficou a observar imagem por imagem. Mas uma delas, para a desagradável surpresa do visitante, fazia gestos obscenos para ele, chocando-o. Ao questionar o homem de vestes sacerdotais sobre o que via, seu guia negou enxergar o que ele enxergava. O Santo Padre, em seguida, passou a ver todas as imagens de Cristo com expressões hediondas, e elas movimentavam-se em suas faces e gestos, todas simulando ações pecaminosas da carne.

Um jovem padre afrontado por demônios durante o sono. Segredos que funcionam como pontes que separam mares. Escrito originalmente para a antologia autoral Minhas conversas com o diabo, Corrompi homens santos é um surpreendente conto em que a verdade pode estar oculta na penumbra de uma sacristia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *